ELOGIO DA ESCOLA   2016

     Elogio. Do latim elogium e do grego elegeíon. Com raiz indo-europeia leg remete a uma inscrição, normalmente um dístico, escrita sobre uma tumba ou sobre uma imagem com a intenção de louvar ou elogiar o defunto ou o personagem. Daí seu parentesco com epitáfio (formada pelo prefixo epi, sobre, e o substantivo taphos, tumba) e com elegia (composição poética, normalmente escrita em dísticos, para lamentar a perda de algo ou de alguém).

     Escola. Do grego scholé, literalmente tempo livre, traduzido para o latim como otium, ócio. O termo latino schola designa o lugar ou o estabelecimento público destinado ao ensino. Poderíamos dizer que a palavra escola remete, fundamentalmente, ao tempo (livre) e ao espaço (público) dedicado al estudo.

     Museu. Do latim museum e do grego mouseíon. Templo consagrado às Musas, deidades que protegiam as artes e as ciências liberais. E, por extensão, lugar consagrado à conservação e ao estudo das artes. Parece que o primeiro museu foi fundado por Ptolomeu e estava em Alexandria, próximo à famosa biblioteca.